Gestão baseada em dados: Saiba quais indicadores de desempenho o departamento jurídico precisa acompanhar

15 de fevereiro de 2022
Gestão baseada em dados: Saiba quais indicadores de desempenho o departamento jurídico precisa acompanhar

Não é novidade que uma gestão estratégica baseada em dados é crucial para comprovar os resultados e determinar o quão eficiente são as entregas realizadas, tanto no âmbito geral da empresa, quanto por departamento. E para que isso aconteça, definir os indicadores-chave de desempenho é uma etapa fundamental.

Com o processo acelerado da transformação digital no Direito e softwares de gestão jurídica automatizando e agilizando os processos, o departamento jurídico que não for data driven, ou seja, que planeja e age por meio da análise de dados, ficará para trás em meio à constante evolução do mercado.

Além disso, de acordo com um estudo realizado pela consultoria Forrester, 73% das empresas brasileiras se dizem orientadas por dados, mas apenas 28% dessas companhias priorizam o tratamento dessas informações. 

Em outras palavras, quem não mensura e de fato não prioriza uma gestão baseada em dados, não progride. É impossível fazer diferente ou melhorar um processo existente sem conhecer e analisar os números. Do mesmo modo, o departamento jurídico que não monitora os indicadores de performance, também encontra dificuldades na hora de comprovar a importância estratégica desta área para a empresa.

Entenda a importância dos KPIs para o departamento jurídico

Os indicadores-chave para o negócio, também conhecidos por KPIs (Key Performance Indicators), são elementos que têm como objetivo medir o desempenho das ações e estimular a análise dos processos que estão trazendo resultados e principalmente os que não estão permitindo uma ação rápida e eficiente por parte das lideranças.

No departamento jurídico os KPIs além de auxiliarem na tomada de decisão, também servem para que o departamento enxergue com clareza o impacto desses indicadores em outros departamentos com os quais possuem relação direta, assim como o restante da organização.

Hoje, o departamento jurídico pode contar com sistemas desenvolvidos exclusivamente para apoiar a gestão de processos jurídicos de forma ágil e eficiente. O ADVWIN+ é um exemplo dessa evolução. O sistema permite a gestão do contencioso e consultivo, além de dashboards personalizados.

Saiba mais sobre o ADVWIN+ 

Mas afinal, quais são os indicadores de desempenho que o departamento jurídico precisa acompanhar ?

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Fórum de Departamentos Jurídicos, entre os indicadores que esses setores mais acompanham, estão a gestão do número de processos e  gestão do orçamento, porém é preciso ampliar os indicadores de acordo com o objetivo do departamento e da empresa.

Dessa forma, os indicadores de desempenho trabalham também à favor da performance do time, pois alcançando as metas e mostrando indicadores positivos para o departamento, a equipe se sente motivada e atua de maneira consistente. Além disso, pode estimular uma troca maior entre as equipes provocando o surgimento de novas ideias que podem levar a inovação e melhorias nos processos do departamento.

Listamos abaixo seis indicadores relevantes que o departamento jurídico deve acompanhar de perto, são eles:

Indicadores de custo e efetividade de custo

A gestão de custos legais é um aspecto ainda complicado quando é preciso identificar as despesas. Por esse motivo, acompanhar os indicadores de custo é tão importante.

Para uma gestão de custos mais eficiente, os softwares jurídicos como o ADVWIN+ simplificam a visualização de relatórios, além de oferecerem a possibilidade de personalização dos dados de acordo com as necessidades do departamento jurídico.

Alguns KPIs que podem ser relevantes neste tópico são:

  • Custo total e por advogado;
  • Advogados X Receita;
  • Custo interno e externo total;
  • Gasto com porcentagem da receita.

Satisfação do cliente

Além dos indicadores de efetividade, é preciso também incluir indicadores que dizem respeito à satisfação do cliente. É possível utilizar metodologias como o NPS (Net Promoter Score), para medir a satisfação e fidelização dos clientes.

Alguns indicadores de satisfação que podem ser incluídos são:

  • Percentual de reclamações;
  • Tempo médio de atendimento;
  • Índice de fidelidade;
  • Principais temas das reclamações.

Indicadores de tempo na prestação do serviço

Além da excelência no atendimento, entender os gargalos que podem aparecer na jornada do cliente permite a identificação e correção rápida de falhas.

Sendo assim, é preciso acompanhar KPIs relacionados ao:

  • Tempo de resposta para o cliente;
  • Tempo por contestação legal;
  • Período até o julgamento ou não-julgamento.

Indicadores de eficiência do processo e produtividade

A produtividade é um indicador importante para qualquer departamento, uma vez que é possível medir o esforço por tarefa, se as etapas do processo estão sendo cumpridas, quais apresentam dificuldades, como e quando as entregas estão sendo realizadas.

Alguns indicadores para medir aspectos relacionados à eficiência dos processos do departamento jurídico podem ser:

  • Cumprimeito de prazos estipulados;
  • Processo judiciais X Receita;
  • Casos por advogado;
  • Percentual de casos solucionados;
  • Despesas legais versus funções administrativas.

Considerações finais

É clara a importância de definir e acompanhar indicadores-chave de desempenho no departamento jurídico, tanto para o crescimento da área, quanto dos profissionais e para a melhoria contínua do serviço.

E para este processo, a implementação de um software jurídico otimiza e acelera a digitalização do departamento. Conheça os produtos da TWT Info aqui.

por Universidade TWTINFO

Gestão baseada em dados: Saiba quais indicadores de desempenho o departamento jurídico precisa acompanhar

Deixe um comentário